sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Medos, temores e ansiedade

Alvaro Cabral e Eva Nick, no dicionário de psicologia definem

Medo como “estado geral de agitação inspirado pela presença real ou pressentida de um perigo concreto”, e

Ansiedade  como estado emocional desagradável e apreensivo, suscitado pela suspeita ou previsão de um perigo para a integridade da pessoa. No caso de perigos reais, dá-se a ansiedade realista. Quando os perigos são desconhecidos (sem acesso à consciência) estamos diante da ansiedade neurótica.

O conceito de temor fomos buscar em Michaellis: receio bem fundado de um mal que pode sobrevir no futuro.

O medo, então,  é a perturbação manifesta corporalmente, enquanto que o temor é o conhecimento de um mal, e a ansiedade é a perturbação emocional.

Experimentamos medos, temores e ansiedades durante toda nossa vida. Sentir, reconhecer e lidar com esses eventos ajudam-nos a fazer frente a situações ao largo de nossa existência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário